Páginas

11 de julho de 2011

Leituras recentes do Rick (blog)

Olá pessoal, ontem o Rick postou em seu blog sobre suas leituras. Achei bem maneiro e traduzi no google tradutor e algumas coisas que sabia eu mesma traduzi, espero que gostem, beijos :) !



Mesmo no meio da escrita frenética, eu tenho que ler! Recarrega minhas baterias e me deixa por dentro do que está acontecendo no mundo dos livros.
Dois livros que terminei de ler recentemente:
O inferno é vazio (tradução livre) , por Craig Johnson. O mais recente de uma série sobre o xerife Walt Longmire de Wyoming, esse é o primeiro livro do Johnson que eu leio, e o primeiro mistério para adultos que eu leio em um bom tempo. Não tenho certeza sobre o que me atraiu para o livro – provavelmente o título, a promessa de seguir um assassino psicótico pelo deserto. Ei, nós todos já estivemos lá, certo? Normalmente, eu começaria uma série pelo começo, mas não tive problemas para entender a história. Eu gosto do caráter do Walt Longmire. Ele é um viúvo, um pai, um velho homem que não pode mais perseguir bandidos como fazia antes – e ainda que ele prefira caminhar sozinho nas congelantes montanhas Big Horn do que esperar apoio para o resgate de dois reféns que foram sequestrados por um prisioneiro fugitivo.  Walt é um bom homem e um bom narrador, e embora na maioria desses livros o Walt viva as aventuras sozinho, eu posso dizer que ele tem ótimos coadjuvantes. Vic, Omar e Cheyenne Nation (sim, esse é um personagem) são meus favoritos. Mesmo personagens que foram criados só para esse volume são bem populares.
Johnson conhece seu território. Ele escreve vívida e amavelmente sobre Wyoming. Eu nunca estive lá, mas agora eu posso imaginar perfeitamente. Esse é um daqueles livros que te faz viajar na sua imaginação. Há uma quantidade justa de misticismo na história – ou um ‘woo-hoo’ se você quiser. O livro é abertamente feito para se comparar ao Inferno de Dante (Dante’s Inferno) direto para o Indígena  Virgil, que ajudou Walt a atravessar as montanhas. Nós temos certeza sobre o que o Walt está vendo e o que ele está imaginando. O espíritos estão trabalhando, ou o Walt está sofrendo por seu ferimentos na cabeça? Esse elementos não me incomodam, mas não são tão populares, então eu achei que devia mencioná-los. Quanto a mim, eu realmente aproveitei meu tempo com o Walt e definitivamente vou comprar os outros livros da série do Craig Johnson. Se você é um fã de mistério, dê uma olhada!

Este Esforço das Trevas (tradução livre), por Kenneth Oppel. Eu não costumo pedir cópias antecipadas de livros. Na verdade, eu tento diminuir na ARC porque eles me oferecem mais do que eu posso ler. Contudo, quando eu ouvi falar do último projeto do Oppel, uma prévia para o Frankstein de Mary Shelley, eu imediatamente perguntei se poderia conseguir uma cópia antecipada, e tive sorte em conseguir.
Eu sou um grande fã de uma série anterior do Oppel que começou com Airborn. Eu também sou um fã dos Românticos como o Shelleys. Não é uma coincidência que Percy Jackson seja nomeado Percy. Apelido para Perseus, sim, mas Percy Shelley, que estava encantado com os mitos gregos e escrever extensivamente sobre eles, mas também gosto de pensar que seu nome foi derivado do antigo Herói Grego. Em uma carta, a esposa dele o chama de “Meu querido Perseu”. Mas eu discordo…
Por muitos anos, eu pensei que a história do Frankstein foi completamente formada para ser recontada como um romance YA. É uma daquelas ideias que eu brinquei, mas nuca tive tempo pra perseguir e concluir. Estou muito feliz que o Oppel tenha me vencido quanto a isso, porque ele faz isso lindamente.
Este Esforço das trevas apresenta Victor Frankstein de 15 anos de idade. Oppel tomou a liberdade de dar a Victor um irmão gêmeo chamado Konrad, e enquanto você deve estar pensando, ‘Oh Deus, não a história do velho irmão gêmeo’ , isso funcionou bem nesse livro e surge como novo e perfeitamente plausível. Na verdade, é vital para a história. Enquanto Konrad adoece, Victor está dirigindo para achar a cura, mesmo que isso signifique voltar-se contra os segredos proibidos da alquimia. E assim, do melhor dos motivos, uma obsessão profunda nasce – para descobrir os segredo da vida e da morte.
Há muito mais para a história, afinal. A busca por ingredientes leva Victor e seus amigos a muitas aventuras cruciantes. Eu não vou dar nenhum spoiler, especialmente porque o livro ainda nem foi lançado, mas eu posso te contar que é um verdadeiro page-turner¹.
Mais importante, há Elizabeth, a prima distante da família Frankstein – uma bonita, obstinada, animada e extremamente independente jovem mulher, devotamente católica, e feita para Konrad e Victor por razões muito diferentes. É o triângulo amoroso entre esses três personagens multidimensionais que realmente direciona a narrativa. Não há respostas fáceis, nem verdadeiros vilões e heróis. Eu vi a mim mesmo torcendo pelo Victor, ainda que odiando-o algumas vezes. Konrad surge como nobre e ainda insuportavelmente perfeito. Elizabeth é mercurial, ainda que perfeitamente fiel às suas convicções. Oppel realmente dá-lhes vida, o que num romance de Frankstein deve ter muitos significados, eu acho.
O livro explora fé e ciência, lealdade e hipocrisia, amor e inveja – todas aquelas coisas que jovens leitores, e até alguns mais velhos, lutam contra. Em seu trabalho anterior, Airborn, Oppel atualiza as aventuras do clássico Jules Verne/Robert Louis Stevenson e pioneiriza o que mais tarde seria conhecido como ‘steampunk’. Em Este Esforço das Trevas, Oppel reinventou o terror gótico para leitores modernos. A narrativa explode com a tensão, as emoções são fortes e a atmosfera é perfeitamente obscura e chocante. O Shelleys ficaria orgulhoso. Eu definitivamente recomendo a você que confira o livro, quando for lançado em 23 de Agosto. Eu antecipo que Este Esforço das Trevas vai ter muita atenção, e com razão.


Fonte: Rick’s Recent Reads e  Percy Jackson Br

Nenhum comentário:

Postar um comentário